Arquivo da categoria: Saúde

SAÚDE: Dados Básicos sobre a saúde em Lavras do Sul

A cidade dispõe de um hospital (Fundação Hospitalar Dr. Honor Teixeira da Costa, com 36 leitos) e alguns postos de saúde (um central na Rua Dr. Pires Porto, um na Vila da Olaria, um na Promorar e um no Ibaré).

Há o traalho comunitário por parte de agentes de saúde, que realizam assistência a gestantes, nutrição das crianças e saúde preventiva e proteção contra doenças diversas. Desde 2011, atuam ambulâncias do Sistema de Atendimento Móvel de urgência (SAMU) na cidade. Em 2016, a a Prefeitura de Lavras do Sul adquiriu uma UTI Móvel.

O atual Secretário de Saúde de Lavras do Sul (2021) é o sr. Cacildo Delabary.

Mortalidade infantil no final do século XX e início do século XXI (por mil nascidos vivos – FEE/RS e IBGE):

* 1989: 26,94
* 1990: 26,08
* 1994: 23,64
* 1998: 22,32
* 2000: 20,57
* 2007: 10,31
* 2010: 10,20

Esperança de vida ao nascer (em anos – IBGE):

* 2000: 71,13
* 2010: 77,05

Pandemia de covid-19  (Coronavírus)

A enfermeira Dayse Nanci Teixeira D’Avila foi a primeira lavrense a ser vacinada contra a covid-19, em 20/01/2021. FOTO: Murilo de Carvalho Góes

Confira os dados da doença em todo o RS 

Site do Ministério da Saúde com informações sobre o Coronavírus

A pandemia do covid-19, que começou em março de 2020, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), afetou a praticamente todos os países. Em Lavras do Sul, o primeiro caso foi confirmado em maio de 2020.

A vacinação contra a doença iniciou no final de janeiro de 2021. A enfermeira Dayse Nanci Teixeira D’Avila foi a primeira lavrense a ser vacinada contra a doença, através da vacina CoronaVac. Em fevereiro de 2022, o menino Arthur Monteiro foi a primeira criança a ser vacinada no município, a partir de etapa de vacinação para 5 a 11 anos de idade.

No dia 12 de abril de 2022, ocorreu a liberação do uso de máscaras em ambientes fechados, partir de decreto do  Executivo Municipal.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, desde o início da pandemia, Lavras do Sul teve 1.286 casos confirmados da doença, além de 2.908 negativos, 1.260 recuperados e 17 óbitos. Os dados são do dia 12 de abril de 2022: até esta data, a SMS divulgou 322 boletins sobre a situação do Coronavírus no município.

SAÚDE: Prefeitura anuncia liberação do uso de máscaras em ambientes fechados em Lavras do Sul

Foto meramente ilustrativa
Decreto foi publicado ainda nesta terça-feira (12). A partir dessa decisão, máscaras deixam de ser obrigatórias em todo território lavrense.
O Prefeito Sávio Prestes, assinou, nesta terça-feira (12), a liberação do uso de máscaras em locais fechados, em Lavras do Sul.
Segundo o decreto, o item seguirá obrigatório apenas em unidades de saúde, para profissionais no desempenho de suas atividades e para servidores de escolas que atendam crianças menores de 5 (cinco) anos de idade.
Fica ainda recomendado o uso de máscara de proteção facial à pessoas portadoras de comorbidades e no interior de instituições de saúde, sejam elas públicas ou privadas.
FONTE: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Lavras do Sul.

PERSONALIDADES: Relato de vida de uma lavrense no Outubro Rosa

Outubro Rosa – Mês de Prevenção ao Câncer de Mama. Relato de Vida de uma cliente especial.

Matéria e fotos por Victor Vidal Gonçalves.

Marta Berenice Vieira Soares, tem 49 anos, viúva, dois filhos, uma de 30 anos e um menino de 16, uma neta de 3 anos e é evangélica. Já passou por várias coisas na vida, assim como todas as pessoas, mas no dia 1º de maio de 2011, durante o banho, descobriu algo que ninguém quer: tinha um nódulo no seu seio.

Como ela é muito determinada e gosta de resolver tudo sozinha, não contou a ninguém, marcou um médico na cidade e ele pediu exames. Então, a batalha começou. Era a hora de contar, pois viagens, exames, sintomas começariam, sua família precisava saber e se preparar.

Não foi fácil para ninguém, pois o menino era pequeno e a pouco tempo tinha perdido o pai, mas continuamos, primeiramente, fez a mamografia, 30 de maio a biópsia e 13 de junho a confirmação estava com câncer de mama.

Tudo foi muito rápido, pois parecia que o tempo estava a lhe atropelar, a cirurgia aconteceu no dia 3 de agosto de 2011, iniciou a quimioterapia em 13 de dezembro do mesmo ano. Só ela sabe o quanto esta situação mexe com uma pessoa e com sua família.

Ela lembra como se fosse hoje: “Um ‘belo’ dia fui pentear os cabelos e começaram a cair, chamei minha filha e ela ficou horrorizada; me dizia: ‘grita, chora, faz alguma coisa, reage’, e eu simplesmente segui penteando. Foram tantos momentos e reações que poderia escrever um livro, mas as náuseas, sim essas foram de judiar!”

Ela fez seis ciclos de quimioterapia, começou a radioterapia no dia 6 de maio de 2012, realizando 45 seções e 5 reforços; fez uso de hormonioterapia por 5 anos. Até hoje tem cheiros que não consegue sentir nem de longe, algumas lembranças persistem em aparecer. A cada companheira que relata sua experiência, se revive a própria história.

Desde que inicoiu os procedimentos, Marta pode perceber a importância da conscientização da saúde feminina e o papel fundamental da campanha Outubro Rosa, pois infelizmente a mulher cuida de todos, mas muitas vezes esquece dela mesma.

Para fechar esse ciclo em vida, no ano de 2020 ela fez a mamoplastia redutora para minimizar as cicatrizes do corpo, pois as da alma acompanham a vida inteira.