História

A Origem de Lavras do Sul vem da mineração do ouro. O município é o único surgido através desta atividade no Rio Grande do Sul, a partir de um acampamento mineiro instalado às margens do Rio Camaquã, onde se exploravam pepitas depositadas no leito do rio.

Lavras do Sul também pode ser associada ao período das Missões Jesuíticas e das guerras relacionadas aos tratados de Fronteiras entre Espanhóis e Portugueses, no século 18, onde os limites passavam justamente no território atual do município. Por pouco, a sede de Lavras não foi estabelecida onde atualmente é o Segundo Distrito (região do Ibaré), mas o povoado desapareceu durante as Guerras Guaraníticas.

Diversas etnias, especialmente povos indígenas, portugueses, espanhóis e negros, formaram o povo lavrense, sendo os primeiros habitantes. A partir da descoberta do ouro, a notícia se espalhou rápido e gerou movimentação na região. Por volta de 1825, já havia uma povoação, que se desenvolveu ao longo dos anos.

O português Antônio Lobo e o aventureiro espanhol Luciano Uriarte providenciam as primeiras casas de alvenaria, na metade do século 19.

O Visconde de Serro Formoso foi o responsável pela Abolição dos Escravos no município quatro anos antes da Lei Áurea, em 1884.

Em 9 de maio de 1882, através da Lei N° 1.364, a Vila de Santo Antônio das Lavras foi emancipada de Caçapava do Sul. Lavras do Sul tornou-se cidade em 1938.

A Igreja Matriz de Santo Antônio foi inaugurada em 1919, a partir das tradições católicas e de uma lenda relacionada a Santo Antônio (onde uma pepita de ouro com o formato da imagem de Santo Antônio teria sido encontrada no leito do Arroio Camaquã das Lavras).

Em 1960, Lavras do Sul (ou Sede) e Ibaré são os dois Distritos oficializados do Município.

No século 20, aumentou o acesso à água, luz e itens necessários para a população. Vários prefeitos implantaram novos recursos urbanos à cidade. Porém, algumas dificuldades ainda afetam o município (falta de oportunidades de trabalho e alguns problemas de infraestrutura). Mas claro, que o orgulho de ser lavrense, acima de tudo, é infinito.

Lavras do Sul/RS, Brasil