SOCIEDADE: Instituições de utilidade pública de Lavras do Sul

Documento oficial da Câmara de Vereadores de Lavras do Sul/RS

A seguir, vamos citar algumas instituições de utilidade pública de Lavras do Sul, a partir da Lei nº 3.639, de 21 de dezembro de 2020.

* Associação Lavrense de Apicultores (ALAPI), fundada em 24 de maio de 1993;
* Associação Universitária Lavrense (ASSUL), fundada em 11 de junho de 2002;
* Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), fundada em 22 de março;
* Associação José Benito de Bem Chiapetta, fundada em 06 de julho de 2002;
* Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar, fundada em  5 de janeiro de 1946;
* Associação Comunitaria de Ibaré e Arredores (ACIA), fundada em 12 de julho de 2005;
* Sociedade Esportiva Independente, fundada em 16 de julho de 1985;
* Grupo Espírita Allan Kardec, fundado em 12 de setembro de 1988;
* Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Lavras do Sul, fundado em 22 de junho de 1966;
* Companhia de Dança de Lavras do Sul, fundada em 1° de dezembro de 1995.

Troféus conquistados pela S.E. Independente, na exposição “Somos Trinta”, em 2015.

PERSONALIDADES: Breve biografia de Licínio Cardoso

Licínio Atanásio Cardoso nasceu em Lavras do Sul, no dia 2 de maio de 1852 e faleceu em Lisboa, no dia 1º de junho de 1926. Foi militar, engenheiro, professor, médico e matemático. Era filho de Vicente Xavier Cardoso e de Felisbina Barcelos do Santo; concluiu a Escola Militar em 1874 e, em 1879, concluiu o curso de engenharia militar. Promovido a capitão, em 1885, no ano seguinte foi nomeado professor de matemática da Escola Politécnica do Rio de Janeiro, segundo informações do escritor Walter Spalding. Em 1900 formou-se em medicina, dedicando-se a homeopatia, introduzindo esta ciência no Brasil. Nos anos 1910, fundou faculdades e hospitais, e em 1923, publicou a obra Dinioterapia Autonósica, que fala sobre transformações do sangue. Uma das principais escolas de Lavras do Sul recebe seu nome e está localizada na esquina das Ruas Dr. Pires Porto e Barão do Rio Branco.

Retrato em crayon de Licinio Cardoso (Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul – Porto Alegre)

Lavras do Sul/RS, Brasil