Infraestrutura

Energia

Luzes de Lavras do Sul (2013) – Foto: Anderson Fontoura Rodrigues

Até meados dos anos 1970, a energia elétrica funcionava de forma fracionada; ela era desligada após a uma hora da manhã e religada no amanhecer, por conta de sua insuficiência de geração na época. Após mais investimentos nos polos energéticos da região, a partir dos anos 1980 houve a distribuição de energia elétrica para o município durante as 24 horas do dia.

Nas últimas décadas, a zona rural passou a receber as vantagens e confortos da eletricidade. Em 2005, a localidade da Meia Lua foi beneficiada com a instalação de eletrificação rural, através do programa Luz Para Todos, do Governo Federal, dando a oportunidade de melhor utilização de recursos agropecuários para várias famílias da localidade.

O município de Lavras é atendido pela Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) que, em 2021, passou a ser CEEE Equatorial. Nos primeiros meses de 2022, ocorreram diversas interrupções de energia no município. Até data da publicação deste verbete (30/04/2022), providências tentam ser tomadas por parte das autoridades lavrenses, mas ainda sem respostas de setores de esferas maiores da sociedade.

Energia elétrica em Lavras do Sul/RS (2018):

Consumo (em MWh):

* Comercial: 1,188
* Industrial: 29
* Outros: 2
* Residencial: 4,451
* Rural: 2,76
* Setor público: 1,09
* Total: 9,519

Distribuidora: CEEE / RGE

Número de consumidores:

* Comercial: 190
* Industrial: 4
* Outros: 1
* Residencial: 2.856
* Rural: 932
* Setor público: 67
* Total: 4.050

FONTE: Departamento de Economia e Estatística do Rio Grande do Sul (DEE-RS).

Transportes

Rodovias

Depois de várias décadas com o acesso rodoviário a Caçapava e Porto Alegre sendo feito exclusivamente por estradas de chão, somente em 1990 este acesso foi asfaltado, após muita luta dos governos locais em relação ao Executivo Estadual. Todavia, a ligação com Bagé (continuação da ERS-357 e RSC-473, que liga Bagé a São Gabriel e passa pela localidade de Torquato Severo, em Dom Pedrito) permanece sem asfalto. O asfaltamento dessas rodovias é um antigo sonho lavrense e da região, pois possibilitaria um acesso mais rápido e econômico, uma melhoria do escoamento da produção agropecuária e de mineração e, assim, uma melhoria das condições de vida e de uma melhor integração regional. Além de beneficiar a economia e o desenvolvimento do Pampa, o asfaltamento promoveria um melhor deslocamento aos lavrenses que estudam ou fazem tratamentos de saúde em Bagé, entre outras atividades.

Em junho de 2021, o Governo do Rio Grande do Sul anunciou um plano estadual de recuperação de rodovias. Nele está incluído o asfaltamento de um trecho de 28 km, de Bagé a Torquato Severo, o primeiro no trajeto entre Bagé e Lavras do Sul. Não há ainda previsão de asfaltamento para os trechos entre Torquato Severo e Taboleiro e entre Taboleiro e a entrada principal de Lavras do Sul – parte integrante da ERS-357, que parte de Caçapava do Sul, ainda não asfaltada.

A ERS-357, denominada Rodovia João Francisco da Cunha Franco, é uma homenagem a um grande Tenente Coronel da região, que faleceu em 2009. Pela direção e sentido que ela percorre, é considerada uma rodovia diagonal. Liga a zona urbana de Caçapava do Sul ao entroncamento com a RSC-473 (em trecho de estrada de chão), passando pela sede municipal de Lavras do Sul. Sua extensão total é de 90 km (61 de asfalto e 29 por terra, em direção ao sul – Bagé).

É a ligação fundamental de Lavras do Sul com o resto do Estado. Em 2016, autoridades da região reivindicam o reparo da ponte do Hilário, que liga Caçapava do Sul com Lavras do Sul, pelo fato de ela não estar em condições satisfatórias. Atualmente, ela apresenta redutor de velocidade para manter a segurança do tráfego.

A rodovia é o principal acesso à Pedra do Segredo, um dos mais importantes pontos turísticos de Caçapava do Sul; percorre o Passo do Seival (uma depressão situada a cerca de 150 metros de altitude). A ERS-357 corta altitudes que variam entre 440 e 130 metros. Foi pavimentada em 1990, após muita luta dos lavrenses e caçapavanos junto ao Executivo Estadual. Apresenta um movimento tranquilo de veículos, sem a ocorrência de congestionamentos. É administrada pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER).

Por conta da pandemia, as linhas de ônibus de e para Lavras do Sul sofreram várias alterações. A Estação Rodoviária localiza-se no início da Avenida Coronel Galvão e abre em horários alternados; ela dispõe também de um restaurante.

Para a ligação do centro com o Uruguai (denominação local para o lado da cidade separado do centro pelo arroio Camaquã das Lavras), existem três pontes. A maior ponte (que, em 2021, recebeu uma passarela para pedestres) liga a Avenida Coronel Galvão (próximo a Rodoviária) e a Avenida Nove de Maio. Esta última é considerada a entrada oficial da cidade, com três pistas de paralelepípedos, embora muitos veículos optem por entrar ou sair da cidade por um acesso estreito, a dois quilômetros da entrada principal. Esse acesso é um pequeno trecho que passa junto ao cemitério e que foi calçado em 2015; as duas entradas têm ligação com a RS-357.

Em junho de 2021, foi instalado um pórtico em homenagem a Lavras do Sul, na entrada principal da cidade.

Outras rodovias importantes:

• RSC – 473: recebe a ligação de chão da ERS-357, complementando o acesso de Lavras com Bagé (42 km). Faz ligação também com São Gabriel;
• ERS – 630: percorre a região do Fundo e se liga com as outras estradas principais e à sede municipal apenas por vias municipais; um dado importante: a RS-630 se torna intransitável, por causa do período mais intenso das chuvas, entre julho e agosto. Ela percorre o município na região do Segundo Distrito (Ibaré), ligando Dom Pedrito a São Gabriel, e é totalmente sem asfalto (de chão);
• Estradas municipais: acessos que fazem ligação com diversas localidades e vilas do território, todos de chão; o mais importante e com maior movimento é a estrada para Ibaré e São Gabriel (estrada da Meia Lua).

Aeroportos e Ferrovias

Em 1992, foi construído um pequeno aeroporto municipal, para aeronaves de pequeno porte, atualmente desativado e transformado em local para corridas de Veloterra (corridas de motovelocidade em pistas de chão), denominado localmente de “Aviação”, na saída para São Gabriel.

Há uma ferrovia em Lavras, que faz parte da antiga Linha Cacequi-Marítima, que liga Cacequi ao porto do Rio Grande. Até aos anos 1990, havia a circulação de trens de passageiros na linha. Hoje, apenas trens de carga utilizam essa ferrovia. Em Lavras, há três estações ferroviárias, inauguradas por volta de 1900, mas que estão atualmente desativadas: Ibaré, João Câncio e Três Estradas. O trecho ferroviário lavrense tem cerca de 80 km.

Rodoviária de Lavras do Sul

Funciona em horários alternados, na Rua Cel. Galvão, entre a Rua Dr. Pires Porto e o Posto Cantarelli. Conta também com o Restaurante Rodogrill. Para informações, o telefone é (55) 3282 1777. Consulta sobre Horários de ônibus saída e chegada à cidade, CLIQUE AQUI.

No vídeo abaixo, parte do trajeto de ônibus de Porto Alegre a Lavras do Sul.

Meios de Comunicação

Jornais de Lavras do Sul expostos na ExpoLavras 2013, pela Secretaria Municipal de Turismo.

A televisão, juntamente com o rádio e, mais recentemente, a internet, são os meios de comunicação mais utilizados pelos lavrenses nos dias de hoje.

Jornais

Ao longo do século XX, Lavras já teve diversos jornais impressos e on-line em circulação, como os seguintes:

* O Garimpeiro
* O Batovi
* A Thesoura
* O Lavrense
* O Colibri
* Quero-Quero
* Tribuna do Povo
* City Bar
* Diário de Lavras
* Ronda Lavrense
* Folha Lavrense
* Panorama Lavrense (on-line)
* DeLavras.net (on-line, extinto)
* Lavrasdosul.com.br (on-line, extinto)

Também há circulação de notícias sobre Lavras do Sul nos seguintes jornais impressos e on-line de outros municípios, por exemplo:

* Jornal Minuano (Bagé)
* Jornal Folha do Sul (Bagé)
* Expresso Pampa (Bagé)
* Jornal do Pampa (Caçapava do Sul)
* Bom Semeador (Caçapava do Sul)
* Portal Farrapo (Caçapava do Sul)
* Caçapava Online (Caçapava do Sul)
* A Palavra (São Sepé)
* Caderno 7 (São Gabriel)
* Folha da Cidade (Dom Pedrito)
* Portal Qwerty (Dom Pedrito)
* Diário de Santa Maria (Santa Maria)
* Correio do Povo (Porto Alegre)
* Jornal do Comércio (Porto Alegre)
* Zero Hora / GZH (Porto Alegre)

Rádio

Desde o início dos anos 1980, os lavrenses lutavam para conquistar uma concessão de rádio FM. No dia 29 de agosto de 1987, foi fundada a primeira rádio FM comercial do Município: a Pepita FM, em atividade até os dias de hoje.

Meio de grande alcance na comunidade lavrense, na cidade e no interior do Município. A rádio de maior audiência é a Pepita FM (89.7 MHz), que desde o dia 12 de junho de 2012 transmite ao vivo pela Internet. Fundada em 29 de agosto de 1987, é considerado o principal meio de comunicação genuinamente lavrense, transmitindo música e informação para a comunidade.

As rádios em funcionamento (2021) são as seguintes: Pepita FM (89,7 FM); Lavras FM (97,5 FM) e Local FM (101,7 FM). Em períodos alternados, há o funcionamento da Rádio Conquista (104,1 FM) e as rádios Sintonia Gospel (107,1 FM e depois 98,3 FM, que antes era ocupada pela Cidade FM, já extinta). Três rádios on-line já funcionaram no município (Rádio Web Kriptonita, em 2012; Rádio Web O Fluxo, em 2013; Rádio Panorama Lavrense [funcionando em momentos alternados] desde 2014; e, em atividade, nos finais de semana de 2021, a Rádio Web HC.

Os serviços de alto-falantes foram as primeiras manifestações de rádio no Município, entre as décadas de 1940 e 1970. Radioamadores, sobretudo nas comunidades do interior, eram bastante utilizados, servindo de canais de comunicação entre as fazendas e os diferentes pontos do território lavrense.

Televisão

Lavras do Sul passou a contar com sinais de televisão em meados dos anos 1970, através da criação de um clube de TV.

As emissras de TV aberta sintonizadas em Lavras do Sul em 2021 são: RBS TV Santa Maria (Rede Globo), canal 8, e SBT RS (sinal de Porto Alegre), canal 13. A TV por assinatura também se faz presente, através da SKY, Claro TV e Oi TV. Nos anos 1980, a extinta TV Manchete era sintonizada no canal 39 UHF; até o final da década de 2000, a Record TV também era sintonizada em TV aberta, mas atualmente (2022) não funciona na cidade.

Há a expectativa da instalação do sinal digital de TV para até 2023 no município.

Telefonia fixa

O código de área de Lavras é 55; A telefonia fixa existe na cidade desde os anos 1970. Com o grande avanço das telecomunicações ocorrido nas últimas décadas e a expansão do setor, hoje é possível fazer uma ligação telefônica de Lavras para qualquer lugar do mundo.

Telefonia celular

O telefone celular é outro elemento muito popular e fundamental na cidade: até mesmo pessoas de baixa renda possuem pelo menos um celular habilitado, ainda que seja pré-pago. As operadoras de telefonia móvel em atividade no Município são a Vivo e a Claro. Hoje, boa parte dos lavrenses se comunica com rapidez através dos Smartphones (modelos de celulares mais modernos).

Internet

A internet, em Lavras, pode ser acessada através de linha discada e banda larga, pelo provedor Sygo, (que adquiriu a Farrapo em 2020), pela Oi ou pela NetMax, de Caçapava do Sul. No Ibaré, a Internet é provida pela New Life, de São Gabriel. Desde 2012, o 3G da Vivo é mais alternativa de acesso à rede.

Um dos maiores fenômenos da comunicação lavrense nos últimos anos, sem dúvida, foi a popularização da internet. Muitos assuntos discutidos pelas redes sociais geram extensos debates na população que usa a rede.

Além disso, desde 2011, com o advento do Facebook, várias empresas lavrenses construíram fan pages, aumentando o contato com os consumidores e servindo de plataforma dinâmica para suas vezes. O poder público também utiliza as redes: as ações públicas do município vão ao alcance da comunidade através das facilidades das novas tecnologias de informação e comunicação.

Algumas das fan pages mais importantes de Lavras do Sul, em número de seguidores, são: Prefeitura de Lavras do Sul; Panorama Lavrense; Sindicato Rural de Lavras do Sul; Pepita FM; Soprovet; Lavras do Céu; Secretaria de Turismo; Secretaria de Saúde; Conselho Municipal de Cultura; Secretaria de Educação; Folha Lavrense; Grupo de Arte Nativa Herdeiros de Bravos.

Correios

Há duas agências dos Correios em Lavras do Sul: uma na rua Dr. João Bulcão, 330 (centro da Sede Municipal) e outra no Distrito do Ibaré. A Agência da Rua Dr. Bulcão funciona de segunda a sexta, 09:00 às 11:30 e 13:30 às 16:00. E a Agência do Ibaré localiza-se na Rua Principal e funciona de segunda a sexta, das 08:00 às 11:00 e 14:00 às 17:00. Os Códigos de Endereçamento Postal (CEPs) do Município são: Lavras do Sul (sede municipal): 97.390-000; e Ibaré: 97.395-970.

Site oficial dos Correios.

Equipamentos de lazer

O lavrense tem à sua disposição uma infraestrutura para bons momentos de lazer e diversão de seus habitantes e visitantes. Exemplos:

  • Igreja Matriz de Santo Antônio.
  • Gruta Nossa Senhora de Lourdes (procurada por religiosos, proporciona uma bela vista panorâmica, por estar num dos pontos mais altos da cidade).
  • Casa de Cultura José Néri da Silveira (que abriga um museu e uma biblioteca contando a história de Lavras do Sul).
  • Praça Licínio Cardoso: ponto de encontro do povo lavrense, sobretudo nas noites de verão, finais de semana e feriados, onde pessoas de todas as idades se reúnem; localizam-se nela o Telúrica Bar e o tradicional Clube Comercial (que está defronte a praça). No local, são realizadas diversas festas, shows e eventos o ano todo, além, é claro, do Carnaval.
  • Hotéis-fazenda: localizados no interior do município, são ideais para os amantes do ecoturismo e do turismo rural.
  • Monumento a Santo Antônio: estrutura com uma imagem de Santo Antônio, padroeiro da cidade. À sua volta, há uma praça redonda com uma escadaria. Foi inaugurado em 1992 e fica próximo ao Balneário do Paredão.
  • Balneário da Praia do Paredão: inaugurado na década de 1980, conta com uma estrutura básica para camping, cabanas, dois bares, canchas de areia para esportes e playground. As águas dividem, por cerca de 100 metros, a faixa de areia de um cerro de média elevação, que forma uma espécie de parede, daí o nome do balneário. Apresenta, ainda, um banco de areia, que pode ser considerado como ilha. Recebe grande movimento de pessoas, sobretudo no verão e no Carnaval.
  • Parque de Exposições Olavo de Almeida Macedo – Sindicato Rural (onde ocorre a Expolavras).
  • Módulo Esportivo Dr. Saraiva (com pista de atletismo de chão batido, onde pessoas fazem caminhadas aos finais de tarde).
  • Ginásio Municipal de Esportes Fernando Pellizzer Teixeira (onde ocorrem diversos eventos, além de algumas aulas de Educação Física de algumas escolas.
  • Ginásio da Escola Licínio Cardoso.
  • Ginásio Poliesportivo da Olaria.
  • Centro Comunitário do Ibaré.
  • Salões Comunitários dos Bairros Cohab (Zeferino Teixeira) e Poty Medeiros.
  • Capelas São Francisco, São José e Salão Paroquial.
  • Praça das Bandeiras (onde ocorre a Semana Farroupilha, denominada também de “Praça de Baixo”).
  • Estádio Municipal Adão Teixeira da Silveira.
  • Estádio de Futebol Sete Ten. João João Francisco da Cunha Franco.
  • Parque para rodeios – Associação Tradicionalista José Benito Chiappetta (na saída para Bagé).
  • Casas noturnas e bares (principais: Telúrica Bar, Casa de Shows Bateia, TC Imperial).
  • Clube Comercial.
  • Hípica Municipal (na entrada da cidade).
  • Associações e locais para festas (entre elas a ABAMF Cabos e Soldados, Clube dos Subtenentes, Associação dos Servidores Municipais,  Dona Santa, Dona Morena Eventos, Café Preto Eventos).

Casas noturnas

Diversas casas noturnas e de entretenimento destinado ao público adulto já estiveram em atividade na cidade, como: Revolution (anos 1980), Ponto 1 (anos 1990), Barcarole (anos 1990), Benedito (anos 2000), Republic Arena (década de 2000), Casablanca Eventos (anos 2000), Oficina Eventos (2009), Bailão do Tio Maneco (anos 2010), Dona Santa (anos 2010) e Uísqueria Vim-te-Ver (anos 2010). A Casa de Shows Bateia, uma das mais antigas da cidade, ainda, em 2022, está com suas atividades suspensas em razão da pandemia. Porém, em 2022, a Casa de Shows Imperial retomou suas atividades, com shows e festas (Festa do Trabalhador e Festa dos Cem [onde há sorteio de R$ 50 para o público masculino e R$ 50 para o público feminino]).

Para o público mais familiar, o Telúrica Bar, fundado em dezembro de 1982 e localizado no ponto mais central de Lavras do Sul (Praça Licínio Cardoso), é o mais tradicional da cidade. Conhecido por visitantes de várias regiões do Estado, o estabelecimento é famoso por suas iguarias gastronômicas (pizzas, calzones, pratos a la carte, entre outros), por música ao vivo e por ser um ambiente harmônico e seguro para todas as idades.

O HC Pub, localizado na Julio de Castilhos, foi inaugurado recentemente, com lanches e espaço para o karaokê. Assim como no Telúrica Bar, em diversas ocasiões, o HC Pub disponibiliza seu espaço para que os torcedores lavrenses possam assistir aos jogos da Dupla Gre-Nal.

Site didático e de pesquisa sobre Lavras do Sul/RS e Pampa Gaúcho